Morar fora de seu cantinho seguro

Já explico que o post é também para aquelas pessoas que tenho imenso prazer em ter conhecido pela minha vida que se mudaram de estado dentro do Brasil (é quase como mudar de País) ou até mesmo que saíram dos interiores dos Estados e foram viver nas capitais.

Morar fora de onde você sempre morou é uma grande mudança! Valorize se você teve coragem de fazer isso!

Não sou a expert no assunto. Porque nem fazem 2 meses que chegamos na Costa Rica. Mas talvez seja bom escrever sobre esse assunto em tempos precoces. Os textos que costumo ver por aí são daquelas pessoas que estão há anos longe de casa e que já estão bem ambientadas com o novo lugar em que vivem.

Bem, morar fora do Brasil pra mim sempre foi uma opção. Por algum período de tempo. Me pergunto ainda se quero estar longe durante toda a vida, se quero voltar. Acho que essa é a mágica do estar descobrindo o país e estar descobrindo o que quero escolher pra minha vida. Não existe ainda definição estabelecida em relação a isso.

Só sei que sempre tive aquela vontade de ver como as pessoas eram em um outro lugar, conhecer uma cultura nova, aprender bem um novo idioma, essas coisas que são bem legais quando se está morando em outro lugar.

Sinto falta dos textos que leio sobre as coisas que não são tão legais, e acredito que quando ainda se está no início da adaptação, as coisas ainda são bastante dolorosas.

Acredito que as coisas começaram a ficar bem difíceis quando me despedi de todos que foram no Aeroporto. Ver aquelas pessoas tão amadas se despedindo de mim com a sensação de : mas quando tu volta? Volta logo e etc. Aquele choro que é a expressão física de uma saudade que ainda não existe (porque tu ainda está ali) mas que é certa que vai acontecer porque tu está indo. Cara isso é muito doido. E ainda tem toda a expectativa de como será a viagem, será boa, será ruim, terá turbulência, etc. E claro, COMO VAI SER QUANDO EU CHEGAR?

Realmente é algo bem maluco sair do teu lugar e ir morar num lugar que tu nem conhece ainda. E quantas pessoas assim como eu fizeram isso? Lembro de fazer viagens e pensar: eu poderia morar aqui, gostei do clima da cidade, gostei da estrutura que possui, gostei da cultura que conheci. Mas ir morar num lugar que ainda não existiu essa primeira impressão positiva é um pouco super aventura, é um pouco doido também e é ao mesmo tempo mágico.

Eu tinha a clara sensação de estar passando num portal, entrando na Costa Rica e dali tudo seria diferente. Porque realmente é tudo diferente. Por mais que digam que pessoas são pessoas em qualquer lugar, pessoas tem costumes diferentes e tu precisa entender como essas pessoas naquele determinado lugar são. Até para poder respeitar a nova cultura, fazer parte dela em algum nível ou simplesmente amar e ou odiar.

Importante ter esse olhar de estranhamento, até para não ficar todo o tempo: “no Brasil era assim, aqui é de outro jeito”. Abrir os olhos para o diferente nem sempre é fácil. Mas é um exercício diário de descobrimento.

E pra fazer amigos?

O que me angustia em alguns dias é ficar em casa as vezes e pensar: “não estou vivendo intensamente essa aventura”. E podem pensar porque eu penso isso. Redes sociais. Vocês já perceberam o montão de pessoas que vão pro exterior e parecem que se tornaram as pessoas mais extrovertidas da vida inteira. Estão sempre rodeados de pessoas, comida e bebida. Fazem atividades divertidas, estão sempre fazendo novas viagens pelo novo lugar. Algo realmente lindo.

Ninguém escreve ou publica que tem uma rotina no país, que muitos aprenderam a lavar suas próprias roupas no novo lugar (eu tenho aprendido), que chega e precisa saber qual a loja boa para comprar móveis, que precisa de utensílios domésticos, que é difícil não ter medo de ser logrado por ser estrangeiro comprando coisas caras como sofá e geladeira.

Ninguém escreve que no início é difícil fazer amigos se não se tem uma rede de contatos, como alguma atividade que você frequente. Ninguém escreve que as vezes é melhor ficar dentro de casa para não se perder de novo andando na rua ou porque simplesmente tu quer ficar sozinho e pensar que saudade que tenho das pessoas que estão longe!

Ninguém escreve que Skype é ótimo quando funciona. Quando não fica caindo, quando a pessoa que você quer tanto ver já está dormindo porque no Brasil é tarde e o lugar ainda é cedo.

Isso não é um post odiando a felicidade da chegada no novo lugar. Até porque também tenho feito viagens legais, também tenho ficado rodeada de pessoas (alguns dias) e também tenho feito ótimas experiências gastronômicas.

O post de hoje vem para desmitificar a felicidade all the time que a maioria quer publicar por aí. Muitos brasileiros também tem a esperança de que tudo será melhor. Sim, acredito que estar em outro país, com um bom emprego pode ser uma ótima chance de subir na vida financeiramente, mas não se pode pregar por aí que o Brasil é um total fracasso. Acredito que isso é cuspir na sua própria cultura e desvalorizar muito de nossa história e avanços.

O Brasil pode ter seus grandes defeitos. Assim como todos os países também tem. A mágica é encontrar um lugar onde você consiga lidar melhor e viver com mais qualidade de vida apesar dos defeitos que o lugar possui. Pode ser no Brasil? Pode. Pode ser na Finlândia? Também pode.

Agradeço tua visita em meu post cheio de sentimento, ideias e reflexões. Onde nada é acabado. Tudo é somente um caminho.

Bruna.

 

3 comentários Adicione o seu

  1. María Acuña disse:

    Bruna, concordo com tudo! Poderia comentar cada linha que você escreveu dando exemplos de minha vivência contrária: a mudança da Costa Rica para o Brasil; aliás, para Porto Alegre na verdade, porque não existe 1 Brasil só, nem 1 Costa Rica só. E bom, o processo de aprender e de se adaptar acho que nunca acaba. Grande abraço!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Cativare disse:

    Bruna, muito legal compartilhar teus sentimentos e experiências. Me identifiquei com eles, A estranheza, a curiosidade, o medo do desconhecido e finalmente, para mim, veio a entrega. Mudei para Santiago/Chile com três filhos, um adolescente de 14, e duas meninas de 6 e 4 anos! Experiência incrível para todos e temperado com todos os ingredientes que mencionaste!
    Felicidad amiga! Mucha suerte ! Cuéntanos tú experiencia! Hasta pronto!!! 😘❤️🙏

    Curtido por 1 pessoa

  3. mundointerno2016 disse:

    Oi Bruna, adorei! Muita sorte na nova vida. Beijo!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s